quinta-feira, 20 de março de 2014

Opinião Sobre a Opinião

            Imagine um país onde cada palavra em sua língua oficial tivesse um significado distinto. E que do nada um indivíduo começasse a modificar significados e os “embaralhasse” conforme seu talante, sua vontade.
            Este é o efeito de certa “doutrina da opinião” em que a atualidade me parece caminhar. Posso parecer exagerado por haver dado como exemplo um país, mas olhe para o dicionário, procure algumas palavras que você conhece, mas desconhece os significados e consulte o livro. Dou como exemplo a palavra hipocrisia. Eu não sabia seu significado, mas chamei pessoas de hipócritas, porém ao consultar o dicionário, vi que usava uma palavra que em minha “opinião” não significava isso.
            Não é preciso dizer que isso acontece com vários significados (sentidos) e definições (explicações).
            Uma vez uma moça muito me criticou.
Eu como espirita desde os nove anos de idade pensei em possuir uma verdade absoluta quando o assunto era religião. Mas para alguns não é aceitável que terceiros tenham uma verdade absoluta, e realmente devido a minha inexperiência, não a tinha, como não a tenho ainda.
Ela me “forçava” a sempre que dissesse algo, falasse “na minha opinião” antes do inicio da argumentação. Confesso que foi para meu orgulho algo desagradável. Ainda o é.
Se tudo é opinião, o que é real? A opinião é ideia pessoal!
            Uma língua onde cada um dá um significado diferente a cada palavra tornasse incomunicável, assim como numa ciência em que cada uma de suas definições se modificasse para cada pessoa tornar-se-ia inútil, pois suas áreas ficariam mais vagas a cada dia.
            Não, leitor. Eu não acho que as opiniões deveriam cessar, pois sei que isso seria antinatural e estou prestando opinião.
            Certa vez outra moça ouvia uma argumentação minha. Ela não concordava com o que eu disse, mas em vez de falar sobre o que ela discordava, ela preferiu dizer:
            - É tudo sua opinião Ewerton!- com certo ar de desprezo, como se o fato de algo ser “opinião de Ewerton” fosse o suficiente para propor uma contra argumentação para invalidar o argumento dado.
            Muito do que acontece é ponto de vista, mas ainda existe o real. Gatos pretos serão pretos e isso é independente de opinião. A realidade é independente de opinião. Posso um dia até mudar de ideia naturalmente, mas eu sei que a opinião morre em face da verdade. Não digo ideologia, religião ou qualquer ferramenta de suposições e criadoras destas “doutrinas de opiniões” e sim a verdade, a verdade que há, havendo elas alcançado parte dela ou não.